7 MANEIRAS DE PROVAR O VÍNCULO OU "DEEP TIES" EM SEU PAÍS PARA PEDIDOS DE VISTO


Publicado em 11 Novembro 2018

Compartilhe:      

7 MANEIRAS DE PROVAR O VÍNCULO OU

Uma das coisas muito importantes que o Cônsul procurará na sua solicitação de visto é a seu profundo enraizamento em seu país. Enraizamento profundo é definido no dicionário como firmemente implantados ou estabelecidos. Então a questão agora é: como você prova que está firmemente estabelecido em seu país de origem?

 

Eu sempre sugiro que você escreva uma carta de apresentação muito detalhada sempre que enviar sua aplicação, sim, os cônsules aceitam e a leem especialmente para solicitações de visto do Reino Unido, Austrália ou Canadá.

 

Temos outra pergunta para responder a essa pergunta: o que você pode fazer para provar ao cônsul que você não trabalhará ilegalmente em seu país, violará suas leis e esgotará seus recursos? Essa é a situação que eles estão tentando evitar. Daí a exigência de visto e o tedioso processo de visto, especialmente para nós de países do terceiro mundo. Mas não se preocupe porque eu estou aqui para responder a estas dúvidas:

 

1) Mostre-lhes o que você tem!

 

Você tem que mostrar-lhes a prova de sua capacidade financeira para provar que você é capaz de ir e voltar para o seu país e você tem recursos suficientes para pagar as despesas necessárias. Você pode comprovar isso levando consigo seu extrato bancário ou Certificado do Banco, o que mostra que você tem dinheiro suficiente em sua conta bancária. Note que estas são duas coisas diferentes e algumas Embaixadas requerem ambas.

 

Você também pode levar também extratos de cartão de crédito, mas faça isso somente quando tiver uma boa posição de crédito com seu banco.

  

2) Anexar documentos de prova de propriedades que você tem

 

Isso pode incluir título de propriedade, registro de carro e / ou certificado de estoque. Se você não tiver nenhum, relaxe. Isso não é obrigatório! Isso só prova como você é "financeiramente capaz" desde que conseguiu comprar essas coisas valiosas.

 

Se você é jovem (20 e poucos anos), então não é esperado que você já possua propriedades, você pode mostrar a prova de contrato de aluguel de apartamento em vez disso, matrículas em universidades, financiamento de veículos e/ou imóveis.

 

3) Prova de receitas

 

Uma fonte estável de renda é muito importante. Isso fará com que eles pensem que você não precisa encontrar um emprego no exterior, pois está ganhando o suficiente em seu país de origem. Esses documentos podem variar dependendo da sua fonte de receita:

 

Para aqueles empregados - Você pode levar sua Carteira de Trabalho com contracheques do seu empregador, que indicaria sua posição na empresa e seu salário mensal, bem como o seu Imposto de Renda.

 

Se você possui um negócio - Anexar seu Contrato Social, CNPJ e declaração de Imposto de Renda.

 

Para autônomos digitais que não têm uma declaração de imposto de renda - Você pode levar transações on-line usando os sites de freelancer juntamente com sua Transação do Paypal ou Histórico do banco com seu empregador / clientes.

 

Para os estudantes - uma carta de apoio de seus pais e seus extratos bancários pode ser suficiente.

 

4) Prove que você está fazendo alguma “coisa importante” em seu país

 

Com "vale a pena", quero dizer que você está fazendo algo em seu país que o mantém ocupado e que você não tem a intenção de encontrar um emprego ilegalmente no exterior. Isso pode incluir estudos, voluntariado em uma organização sem fins lucrativos ou treinamento em uma empresa.

 

Para os estudantes, você pode enviar um comprovante de matrícula e uma cópia do seu ID da escola. Para voluntários e aqueles em treinamento, você pode anexar um Certificado atestando tal fato.

 

5) Anexar uma declaração de apoio, se necessário

Se você não tem nenhuma fonte de renda ou se você acha que não é suficiente, então você pode enviar uma Declaração de Apoio Notarizada de seus pais ou de qualquer pessoa que possa apoiar financeiramente sua viagem, seja seu parente ou empregador. Você também deve enviar sua Prova de Capacidade Financeira.

 

Dessa forma, eles saberão que alguém está pagando pela sua viagem, para que não a usem se você estiver desempregado ou não tiver muito dinheiro.

 

6) Leve sua ID profissional

 

Seu documento profissional (OAB, CRM, ou outros) indicará que você fez a educação necessária, passou no exame nacional e prova que você é profissional em um determinado campo. Isso eliminará todas as dúvidas de que você planeja trabalhar ilegalmente, já que você já está bem estabelecido em seu país.

 

Não pense que ser um ENFERMEIRO, MÉDICO ou DENTISTA será uma responsabilidade para o seu pedido de visto. Todo mundo sabe que você precisa estudar e ser certificado novamente para praticar em seu campo, se você vai para esses países ocidentais que você não pode fazer se você estiver em um visto de turista. Então, eles saberão que você retornará ao seu país já que você é um profissional respeitado lá.

 

(Nota: Esta situação é diferente se você está planejando ir para o Oriente Médio)

 

7) Autenticar documentos

 

Documentos autenticados dão mais credibilidade em sua aceitação, uma vez que você mostre ao Cônsul este documento, ele assumirá que é autêntico em sua frente.

 

Documentos que podem ser autenticados:

 

1. Certificados de cursos

 

2. Cópias de escrituras

 

3. Certidões Negativas de Polícia e Justiça

 

4. PSA emitiu documentos em papel de segurança

 

5. Depoimentos de Emprego, Treinamento / Seminários e Convenções.

 

6. Registros Escolares (Transcrição de Registros, Diploma, etc.).

 

 

Ter qualquer um desses documentos já ajudará a remover qualquer dúvida sobre você ultrapassar / trabalhar ilegalmente no estrangeiro. Quanto mais comprovações, mais chances de aprovação do visto!

 

PERGUNTAS FREQUENTES:

 

1) É sugerido autenticar todos os documentos que vou enviar?

Não. Eu sugiro que você autentique seu Atestado de Suporte Financeiro se tiver algum. Se você tem dinheiro extra, então você também pode autenticar sua Certidão de Nascimento e / ou Certidão de Casamento.

 

2) Onde posso obter meus documentos autenticados?

Cartórios e órgãos públicos

  

Witer DeSiqueira, esq.

Law Office of WiterDeSiqueira

 

OBS.: O propósito deste artigo é informar as pessoas sobre imigração americana, jamais deverá ser considerado uma consultoria jurídica, cada caso tem suas nuances e maneiras diferentes de resolução. Esta matéria poderá ser considerada um anúncio pelas regras de conduta profissional do Estado da Califórnia e Nova York. Portanto, ao leitor é livre a decisão de consultar com um advogado local de imigração.