AVÓ INDOCUMENTADA NÃO AGUENTA E MORRE SOB A CUSTÓDIA DO ICE.


Publicado em 05 Agosto 2018

Compartilhe:      

AVÓ INDOCUMENTADA NÃO AGUENTA E MORRE SOB A CUSTÓDIA DO ICE.

A avó mexicana de 62 anos é a nona detida a morrer sob custódia do ICE no ano fiscal de 2018.

Uma avó mexicana de 62 anos que estava sob custódia do ICE morreu no Hospital Alvarado, em La Mesa, Califórnia, na noite de quinta-feira, informou a agência em um comunicado oficial.

Augustina Ramirez-Arreola foi levada ao hospital para uma cirurgia para tratar um problema cardíaco, mas horas depois ela foi declarada morta pela equipe médica. No momento de sua morte, a equipe do hospital identificou a causa preliminar da morte como complicações da cirurgia.

De acordo com os registros do DHS, Ramirez-Arreola solicitou a admissão nos Estados Unidos no Porto de Entrada de San Ysidro sem documentos de entrada apropriados em 21 de maio de 2018.

A imigrante foi processada como um caso de expulsão acelerada e transferido para a custódia do ICE no centro de detenção de Otay Mesa. Em 23 de julho de 2018, um juiz de imigração ordenou sua deportação para o México, o que nunca aconteceu devido à sua morte repentina.

Ramirez-Arreola já havia sido deportada em 22 de novembro de 2013, após solicitar a admissão nos Estados Unidos no Porto de Entrada de San Ysidro sem documentos de entrada apropriados. Verificações no banco de dados indicam que a mulher não tinha antecedentes criminais nos Estados Unidos.

A avó mexicana é a nona detida a morrer sob custódia do ICE no ano fiscal de 2018, que começou em 1º de outubro de 2017.

 

Law Offices of Witer DeSiqueira

www.witeradvogados.com

Fonte: https://laopinion.com

 

OBS.: O propósito deste artigo é informar as pessoas sobre imigração americana, jamais deverá ser considerado uma consultoria jurídica, cada caso tem suas nuances e maneiras diferentes de resolução. Esta matéria poderá ser considerada um anúncio pelas regras de conduta profissional do Estado da Califórnia e Nova York. Portanto, ao leitor é livre a decisão de consultar com um advogado local de imigração.