EM QUE CASOS UM PORTADOR DE "GREEN CARD" PODE SER DEPORTADO?

Residência Legal Permanente não é garantia de permanência nos EUA.


Publicado em 13 Janeiro 2019

Compartilhe:      

EM QUE CASOS UM PORTADOR DE

Mesmo que um imigrante tenha residência permanente legal ou "green card", ele poderia estar sujeito a deportação se cometer algumas das falhas que os regulamentos de imigração estabelecem.

Consultamos um advogado a este respeito, ele explicou em uma entrevista que cada caso é único, e é por isso que é importante que um imigrante avalie seu caso com um advogado.

Ele acrescentou que há muitas "muitas razões pelas quais um estrangeiro poderia ser deportado dos EUA", mesmo para atos que muitos considerariam sem importância, mas há outras razões sérias.

Um exemplo recente é o de um haitiano com um "green card" que poderia ser deportado, depois de agredir seu pai e transportar maconha.

Joseph Montfleury chegou aos EUA em 2004, quando recebeu asilo político por ataques contra ele por causa de sua militância política no Haiti. Um ano depois, sua esposa chegou com seus dois filhos e depois com outros parentes. Seu "green card" expira em 2026, mas ele pode enfrentar deportação.

 

O Dr. Nelson referiu-se a uma longa lista de possíveis razões para deportação, incluindo:

 

  • Mentir para obter o "cartão verde", isto é, que o imigrante não era admissível.
  • Entrar nos EUA como não-imigrante (viajante, estudante) e violar os termos de sua estada.
  • Sua residência condicional ser encerrada.
  • Ajudar outras pessoas a entrar no país como indocumentados.
  • Ter um casamento fraudulento.
  • Recebeu uma ordem de deportação e mentiu para obter residência.
  • Fingir ser um cidadão dos EUA.
  • Votar em uma eleição local ou federal.
  • Ser condenado por um crime e não relatar o fato.
  • Ser condenado por um crime de drogas, seja nos EUA ou em outro país, depois de ter sido admitido no país.
  • Ser considerado culpado de violência doméstica, assédio, abuso infantil, negligência infantil ou abandono de crianças, após sua admissão nos Estados Unidos.
  • Não informar ao USCIS, por escrito, de uma mudança de endereço dentro de 10 dias após a mudança.

 

Os acima são apenas algumas das razões, mas como mencionado no início, cada caso é particular, por isso sugere-se que os imigrantes evitem problemas e consultem um advogado.

 

Law Office of Witer DeSiqueira

Fonte: www.laopinion.com

 

OBS.: O propósito deste artigo é informar as pessoas sobre imigração americana, jamais deverá ser considerado uma consultoria jurídica, cada caso tem suas nuances e maneiras diferentes de resolução. Esta matéria poderá ser considerada um anúncio pelas regras de conduta profissional do Estado da Califórnia e Nova York. Portanto, ao leitor é livre a decisão de consultar com um advogado local de imigração.