FATORES QUE AFETARIAM A OBTENÇÃO DE GREEN CARD PELA PUNIÇÃO DE "CARGA PÚBLICA"

Especialistas explicam por que o regulamento do USCIS é mais complicado do que receber assistência socia1.


Publicado em 16 Fevereiro 2020

Compartilhe:      

FATORES QUE AFETARIAM A OBTENÇÃO DE GREEN CARD PELA PUNIÇÃO DE

A nova definição de “cobrança ou carga pública”  (Public Charge Ground Inadmissibility) é mais complexa do que o fato de um imigrante ter pontos negativos para receber assistência pública, um dos elementos que os funcionários do Serviço de Cidadania e Imigração ( USCIS ) avaliarão em solicitações de residência permanente ou extensões de vistos.

Advogados de imigração explicam que “cada caso é único”, portanto os imigrantes devem avaliar sua condição com o apoio de um especialista antes de tomar uma decisão sobre pedidos de “Green Card” ou outros benefícios do USCIS.

Os formulários são muito extensos e os requisitos são maiores. As pessoas desistirão ou poderão preencher os documentos incorretamente, o que poderia levar a maiores problemas, em negativos, devido às políticas da atual administração.

Receber assistência pública, como Medicaid, vale-refeição e apoio à moradia, é um ponto negativo, não é o único fator que um oficial de imigração avaliará a partir de 24 de fevereiro.

Existem vários fatores nessa regra, cada caso é único e, quando uma pessoa se aplica, esses fatores serão avaliados, como idade, mas não é o único, o governo analisará outros fatores e, no final, os considerará todos para uma decisão (de conceder o benefício).

Nesse sentido, haveria pelo menos seis fatores que poderiam ser afetados pela nova definição de “cobrança pública”:

1. Assistência pública - Aqueles que recebem apoio social por 12 meses, por um período de três anos (Entenda-se por assistência pública, receber ajuda financeira do governo).

2. Idade - Contará se é menor e quem mantém essa pessoa, também se tiver mais de 62 anos.

3. Saúde - Os imigrantes com doenças crônicas, como um problema cardíaco, podem enfrentar problemas, principalmente se o seguro médico que recebem é subsidiado.

4. Estudos - Os oficiais avaliarão o nível educacional da pessoa, bem como o seu nível de inglês, para considerá-los fatores positivos ou negativos.

5. Demonstrações financeiras - Os ativos dos imigrantes serão revisados, assim como o dinheiro economizado e a renda familiar.

6.- Trabalho - As pessoas que não tiveram, por exemplo, emprego nos últimos dois anos, podem enfrentar problemas, principalmente se não houver oferta visível de emprego.

A situação da família também será avaliada, pois os oficiais considerarão se um imigrante faz parte de uma família numerosa com poucos ou pequenos recursos, mas com renda suficiente para sustentá-lo. Ou seja, os detalhes da história da imigração e do estilo de vida de cada pessoa serão fundamentais na aprovação ou não do Green Card.

É importante lembrar que isso não afeta o processo de cidadania.

 

Dr. Witer DeSiqueira, esq.

Law Offices of Witer DeSiqueira

 

OBS.: O propósito deste artigo é informar as pessoas sobre imigração americana, jamais deverá ser considerado uma consultoria jurídica, cada caso tem suas nuances e maneiras diferentes de resolução. Esta matéria poderá ser considerada um anúncio pelas regras de conduta profissional do Estado da Califórnia e Nova York. Portanto, ao leitor é livre a decisão de consultar com um advogado local de imigração.