ICE DEPORTA BRASILEIRO PROCURADO POR ASSASSINATO EM GOIÁS


Publicado em 28 Outubro 2018

Compartilhe:      

ICE DEPORTA BRASILEIRO PROCURADO POR ASSASSINATO EM GOIÁS

O Departamento de Imigração e Fiscalização Aduaneira (ICE) deportou nesta terça-feira (23) um brasileiro que era fugitivo da justiça brasileira. De acordo com as informações, ele era procurado pelas do Brasil por assassinato e tentativa de homicídio.

 

Conforme mostram os registros judiciais no Brasil, no dia 15 de dezembro de 2005, por volta das 21h30, Varley Ramos, em Goiânia (Goiás), teria atirado contra a vítima, causando a morte.

 

Conforme os relatos judiciais, em 25 de maio de 2017, uma equipe do Enforcement and Removal Operations (ERO), na Filadélfia, prendeu Costa fora de sua residência, acusando-o de estar ilegalmente no país. Depois, as autoridades receberam informações e confirmaram que havia um mandado de prisão emitido pelas autoridades brasileiras contra o brasileiro.

 

"O ICE continuará a procurar criminosos perigosos que representem uma ameaça às nossas comunidades", disse Simona L. Flores, diretora do escritório de campo da ERO na Filadélfia. " A remoção de Costa reflete o compromisso da nossa agência com a segurança pública nos EUA e também no exterior”.

 

Em 21 de setembro de 2017, um juiz de imigração ordenou que Costa fosse deportado, uma decisão que posteriormente foi confirmada após a apelação. Em 28 de fevereiro de 2018, o brasileiro entrou com um pedido de revisão e uma moção para suspensão da remoção no Terceiro Tribunal de Apelações, resultando em uma suspensão temporária.

Em 2 de agosto de 2018, o Terceiro Circuito do Tribunal de Apelações negou a moção de suspensão e cancelou a estada temporária, abrindo caminho para a deportação ao Brasil.

 

Desde 1º de outubro de 2009, o ERO removeu mais de 1.700 imigrantes fugitivos da justiça de seus países de origem e escolheram os Estados Unidos para se esconderem. Eles eram procurados por crimes graves, incluindo sequestros, estupros e assassinatos.

No ano fiscal de 2017, o ICE realizou 226.119 deportações em todo o país. Oitenta e três por cento dos indivíduos removidos havia sido anteriormente condenados por algum crime.

 

Law Offices of Witer DeSiqueira

Fonte: Redação - Brazilian Times

 

OBS.: O propósito deste artigo é informar as pessoas sobre imigração americana, jamais deverá ser considerado uma consultoria jurídica, cada caso tem suas nuances e maneiras diferentes de resolução. Esta matéria poderá ser considerada um anúncio pelas regras de conduta profissional do Estado da Califórnia e Nova York. Portanto, ao leitor é livre a decisão de consultar com um advogado local de imigração.