PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE IMIGRAÇÃO E VISTOS PARA OS EUA


Publicado em 05 Janeiro 2020

Compartilhe:      

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE IMIGRAÇÃO E VISTOS PARA OS EUA

P - O que significa "cancelado com prejuízo" e "cancelado sem prejuízo" para um visto F1?

 

R - O cancelamento com prejuízo de qualquer visto dos EUA significa que ele não será reemitido e provavelmente não deveria ter sido emitido em primeiro lugar.

O cancelamento sem prejuízo geralmente significa que o visto foi emitido erroneamente ou tem um erro e deve ser corrigido com a emissão de um novo e correto visto. Também é usado quando uma pessoa ainda tem um visto válido em um passaporte expirado e deseja não ter que carregar os dois passaportes ao entrar nos EUA. O visto antigo no passaporte antigo é emitido pela CWOP quando o novo é emitido.

Portanto, a designação da CWOP significa que o que causou o cancelamento do visto não foi culpa do titular do visto

 

P - O que acontece se você escrever uma carta de recomendação para uma pessoa vir para os EUA com um visto de turista e permanecer nos EUA ilegalmente?

 

R - Se alguém nos EUA escrever uma carta de recomendação para o pedido de visto de turista de outra pessoa, e essa pessoa esquecer de voltar para casa, é extremamente improvável que ela seja punida de alguma forma, a menos que o ato faça parte de uma conspiração muito maior que envolveu um grande número de pessoas e uma quantia justa de dinheiro.

É exatamente por isso que os funcionários consulares dos EUA nunca devem aceitar ou sequer olhar para esses documentos ao avaliar um caso de visto; não existe responsabilidade para quem a escreve.

Em geral, agentes consulares desconsideram qualquer carta de amigo ou parente, em pedidos de vistos de turista.

 

P - Por que os países recusam sua entrada se o seu passaporte tiver menos de seis meses de validade, especialmente quando eles oferecem vistos de entrada de 30, 60 ou 90 dias?

 

De um modo geral, o motivo é que, mesmo que você planeje ficar apenas 2 a 3 semanas (ou menos) como turista em um país estrangeiro, pode haver circunstâncias que o obriguem a ficar mais tempo do que o esperado.

A causa pode ser doença ou acidente e você estará hospitalizado. Você pode ser preso e ficar preso por um tempo. Mas o motivo mais comum é que a regra de validade de passaporte de seis meses é aplicada porque os países não querem arriscar que viajantes e turistas ultrapassem sua validade de passaporte. Agora, seis meses é o requisito de validade padrão para muitos países, mesmo que o país ofereça normalmente uma visita de entrada de 30, 60 ou 90 dias.

P - Como faço para converter de um visto de turista B1 / B2 em um visto de trabalho? Meu objetivo é permanecer nos EUA legalmente.

Você não pode converter de qualquer tipo de visto para outro tipo de visto nos EUA. Os vistos B1 / B2 são apenas para visitas turísticas ou de negócios. Os vistos de trabalho são muito diferentes e, na maioria das vezes, não podem ser solicitados pelo trabalhador. A empresa que estiver disposta a contratá-lo como trabalhador estrangeiro precisará aplicar-se a eles. E como o número de vistos disponíveis é limitado, os empregadores precisarão aguardar a abertura das novas cotas anuais (se aplicável) e, em seguida, o visto a ser processado. Quando tudo estiver dito e feito, esse processo leva quase um ano. Considerando que o período máximo de permanência permitido nos EUA é de 180 dias, aguardar a aprovação de um visto de trabalho, enquanto nos EUA é impossível, novamente impedindo alguns casos especiais. Mesmo que isso aconteça, o titular do visto precisará viajar para o exterior para que o visto seja aplicado ao seu passaporte em um posto consular estrangeiro. Não pode ser feito enquanto estiver nos EUA.

Além disso, tenho algumas más notícias para você: durante a entrevista para o visto B1 / B2, você declarou que está indo para os EUA apenas para uma visita e sabendo bem que não é permitido trabalhar. Agora você está mudando sua história dizendo: "agora tenho visto de visitante, também quero trabalhar", o que torna sua declaração durante a entrevista uma grande mentira. E oficiais consulares têm uma propensão contra pessoas que deliberadamente mentem para eles. Assim que souberem da sua tentativa, espere que o seu visto seja cancelado e que não seja concedido outro visto de visitante dos EUA por um longo tempo.

A única alternativa para esta mudança seria uma aplicação para um visto de trabalho (EB2) – niw – National Interest Waiver, onde há uma dispensa de apresentação de um empregador. Este visto é permitido para profissionais cuja demanda é muito grande nos EUA e a mão-de-obra é escassa (enfermeiros, por exemplo). Assim, juntamente com o pedido de alteração de status (de turismo para trabalho) é solicitado um Work Permit (Employment Authorization). Este, após aprovado, permite que o aplicante possa trabalhar até que tenha seu Green Card aprovado.

 


P – Poderei ter meu pedido de visto F-1 recusado por estar frequentando uma faculdade comunitária (Community College)?

R -  Não. Porém, é um risco, principalmente com o governo Trump que considera isso um peso para o governo. Vai depender muito do agente consular na entrevista, se este perceber um grande potencial no aluno, provavelmente, irá aprovar o visto, o aluno pode se acostumar a viver nos EUA e nos métodos de ensino dos EUA, e pode obter bons créditos básicos com boas notas, com muito menos demanda e estresse do que em um mercado mais competitivo. Depois de dois anos lá e um diploma de associado, o aluno está pronto, ansioso e capaz de seguir para uma escola mais difícil, com confiança e tranquilidade. Se é isso que a família planejou e imaginou que aconteceria, que bom! Eles estavam sendo totalmente realistas e inteligentes. E a maioria dos estudantes estrangeiros que seguiram esse caminho se destacou naquela escola mais difícil, enquanto os estudantes americanos lutavam lá.

 

Law Offices of Witer DeSiqueira

Fonte: witeradvogados.com/chat

 

OBS.: O propósito deste artigo é informar as pessoas sobre imigração americana, jamais deverá ser considerado uma consultoria jurídica, cada caso tem suas nuances e maneiras diferentes de resolução. Esta matéria poderá ser considerada um anúncio pelas regras de conduta profissional do Estado da Califórnia e Nova York. Portanto, ao leitor é livre a decisão de consultar com um advogado local de imigração.