CANTORA CLÁUDIA LEITTE TEM TURNÊ CANCELADA NOS EUA POR NÃO TER O VISTO CORRETO

Apesar de ser residente legal em Los Angeles, desde o início deste ano, a cantora Cláudia Leite teve uma turnê cancelada por não estar de posse de um visto correto para tal.


Publicado em 11 Novembro 2017
Rota Jurídica

Compartilhe:      

CANTORA CLÁUDIA LEITTE TEM TURNÊ CANCELADA NOS EUA POR NÃO TER O VISTO CORRETO

CANTORA CLÁUDIA LEITTE TEM TURNÊ CANCELADA NOS EUA POR NÃO TER O VISTO CORRETO

Saiu na mídia esta semana, principalmente nas mídias sociais de grupos de brasileiros nos EUA, que vários shows da cantora Cláudia Leitte que estavam programados para Florida, Geórgia e Massachusetts foram cancelados por problemas com visto.

Apesar de ser residente legal em Los Angeles, desde o início deste ano, a cantora Cláudia Leite teve uma turnê cancelada por não estar de posse de um visto correto para tal.

Como ela não possui um status de residente permanente e nem é cidadã americana, ela e sua equipe deveriam entrar com um pedido de visto P-3.

A classificação P-3 se aplica a quem vai aos EUA temporariamente para atuar, ensinar (coach), cantores ou outros artistas diversos, individualmente ou como parte de um grupo, sob um programa culturalmente único.

Para solicitar este tipo de visto é necessário se atentar aos critérios de elegibilidade.

Para um visto P-3, o aplicante deve estar vindo para os Estados Unidos, individualmente ou em grupo, com o objetivo de desenvolver, interpretar, representar, coaching ou ensinar um estilo étnico, popular, cultural, musical, teatral ou desempenho artístico ou apresentação. Além disso, o aplicante deve estar vindo para os Estados Unidos para participar de um evento cultural ou eventos que irão promover a compreensão ou o desenvolvimento de sua forma de arte. O programa pode ser de natureza comercial ou não comercial.

A classificação P é dividida em seis categorias:

  •  P-1A - Três categorias de atletas.
  •  P-1B - Membros de um grupo de entretenimento internacionalmente reconhecido.
  •  P-2 - Artista ou animador sob um programa de intercâmbio recíproco.
  •  P-3 - Artista ou animador em programa culturalmente exclusivo.
  •  P-1S / P-2S / P-3S - pessoal de suporte essencial.
  • P-4 - Cônjuge e filhos menores não casados ??de um P-1, P-2 ou P-3
  • não imigrante.

Muitos organizadores de eventos não se atentam para este detalhe e acabam por frustrar as expectativas tanto de público quanto do artista, além do risco de criar um grande problema de imigração para o artista e seu team. Uma vez que muitos acabam entrando nos EUA com seus vistos de turista e trabalham nestes shows, o que é ilegal, pois o visto de turismo não permite trabalhar.

 

Mara Pessoni

Law Offices of Witer DeSiqueira

 

OBS.: O propósito deste artigo é informar as pessoas sobre imigração americana, jamais deverá ser considerado uma consultoria jurídica, cada caso tem suas nuances e maneiras diferentes de resolução. Esta matéria poderá ser considerada um anúncio pelas regras de conduta profissional do Estado da Califórnia e Nova York. Portanto, ao leitor é livre a decisão de consultar com um advogado local de imigração.


Fonte: Rota Jurídica