A NOVA ARMA DE "LA MIGRA" PARA QUE NINGUÉM FUJA NA FRONTEIRA

A Patrulha de Fronteira começou a usar um dispositivo de imobilização de veículos eficaz e inovador.


Publicado em 11 Novembro 2018

Compartilhe:      

A NOVA ARMA DE

A nova e inovadora arma da Patrulha de Fronteira está mostrando resultados. Agentes da Estação Calexico foram os primeiros dentro da Patrulha da Fronteira a usar o inovador dispositivo de imobilização de veículos para interromper o transporte de pessoas sem documentos.

 

O incidente ocorreu no domingo, aproximadamente às 13h30, quando os agentes atribuídos ao Sistema de Vigilância por Vídeo Remoto (RVSS) na estação de Calexico receberam uma ligação de cidadãos que relataram comportamento suspeito.

 

Os oficiais chegaram à área e testemunharam um veículo que combinava com a descrição do que estava a leste na Interstate 8. O veículo cruzou a mediana e começou a viajar para o oeste.

 

Os agentes tentaram fazer uma parada do veículo, mas o veículo não cedeu. Outros agentes responderam com um dispositivo de imobilização do veículo conhecido como "Grappler", informaram as autoridades.

 

Após uma breve busca, o Grappler interrompeu com sucesso o PT Cruiser sem mais incidentes.

 

Dentro do veículo, os agentes identificaram o motorista como um homem de 20 anos de idade, portador do Border Crossing Card e ao lado de uma mulher de 17 anos, cidadã americana.

 

Na parte de trás do veículo, os agentes descobriram quatro cidadãos mexicanos, todos sem documentos.

 

O motorista e o passageiro serão mantidos em custódia até o processo penal.

 

Os quatro cidadãos mexicanos serão mantidos como testemunhas importantes até a expulsão do país.

 

O uso desta nova versão do dispositivo de imobilização de veículos foi o primeiro registrado na Patrulha de Fronteira.

 

Law Office of Witer DeSiqueira

Fonte: www.laopinion.com

 

OBS.: O propósito deste artigo é informar as pessoas sobre imigração americana, jamais deverá ser considerado uma consultoria jurídica, cada caso tem suas nuances e maneiras diferentes de resolução. Esta matéria poderá ser considerada um anúncio pelas regras de conduta profissional do Estado da Califórnia e Nova York. Portanto, ao leitor é livre a decisão de consultar com um advogado local de imigração.