BRASILEIRO PROCURADO POR HOMICÍDIO É PRESO PELO ICE EM NEW JERSEY

Operação do ICE prendeu 115 imigrantes indocumentados, sendo quatro brasileiros, na região de Newark na última semana.


Publicado em 09 Fevereiro 2020

Compartilhe:      

BRASILEIRO PROCURADO POR HOMICÍDIO É PRESO PELO ICE EM NEW JERSEY

Um brasileiro de 53 anos procurado no Brasil por homicídio foi preso na mais recente operação do U.S. Immigration and Customs Enforcement (ICE) realizada em Newark, New Jersey. Cento e quinze imigrantes indocumentados foram detidos, desses, quatro são brasileiros.

 

Segundo o ICE, que não divulgou o nome do brasileiro, ele tinha um mandado de prisão no Brasil por ter matado uma pessoa e será deportado para cumprir a pena, assim que forem realizados os trâmites legais para sua remoção do País.

 

“O foco da nossa operação foi prender criminosos ilegais no País, que ameaçam a segurança da nossa comunidade. Podemos comemorar que temos 115 criminosos a menos nas ruas”, disse Ruben Perez, diretor do ICE em Newark.

 

O ICE deixa claro que, os locais onde a polícia não colaboram com a imigração, são os locais onde mais operações são realizadas. “Qualquer jurisdição local que se refusa a cooperar com o ICE vai resultar no aumento do número de operações nesses locais. Não temos outra escolha, a não ser prender esses indivíduos, que são soltos pelas autoridades locais”, reforça o ICE em comunicado se referindo às cidades-santuário, que protegem imigrantes indocumentados, como é o caso de Newark.

 

Entre os crimes cometidos por esses imigrantes detidos estão: homicídio, crimes sexuais, pedofilia, extorsão, DUI, violência doméstica, posse de armas, assalto, entre outros.

 

Além dos brasileiros presos, o ICE prendeu imigrantes da Argentina, Bolívia, Colômbia, Costa Rica, Cuba, República Dominicana, Equador, El Salvador, Guatemala, Honduras, Índia, Jamaica, México, Nigéria, Panamá, Peru, Filipinas, Polônia, Espanha, Reino Unido e Venezuela.

 

Law Office of Witer DeSiqueira

Fonte: www.acheiusa.com  

 

OBS.: O propósito deste artigo é informar as pessoas sobre imigração americana, jamais deverá ser considerado uma consultoria jurídica, cada caso tem suas nuances e maneiras diferentes de resolução. Esta matéria poderá ser considerada um anúncio pelas regras de conduta profissional do Estado da Califórnia e Nova York. Portanto, ao leitor é livre a decisão de consultar com um advogado local de imigração.