BRASILEIRO SERÁ DEPORTADO APÓS PRISÃO POR FALSA DENÚNCIA EM MASSACHUSETTS

Clébio de Lima foi condenado por fazer falsas ameaças de tiroteio a escola de Boston; ele terá que cumprir primeiro a pena de 23 semanas e será colocado em processo de deportação.


Publicado em 11 Agosto 2019

Compartilhe:      

BRASILEIRO SERÁ DEPORTADO APÓS PRISÃO POR FALSA DENÚNCIA EM MASSACHUSETTS

O brasileiro Clebio P. de Lima, de 43 anos, residente em Quincy, Massachusetts, foi preso acusado de reportar falsas ameaças de um atentado a uma escola de Boston no ano passado. Clebio foi condenado a 23 semanas de prisão no dia 31 de julho e, em seguida, será colocado em processo de deportação.

 

De acordo com documentos do Departamento de Justiça, em fevereiro de 2018 o U.S. Citizenship and Immigration Services – USCIS – de Boston recebeu uma carta escrita à mão e em português dizendo que um homem identificado como ‘Mario’ tinha comprado duas armas e estava tentando comprar mais para fazer um atentado à South Boston School. “Eu sugiro que vocês tomem providências, eu confio em vocês. Obrigado pelos excelentes serviços prestados a este País”, dizia a conclusão do texto da carta.

 

A carta dizia ainda que o homem abriria fogo contra várias crianças e ainda afirmou que ‘Mario’ ofereceu a quem escreveu a falsa denúncia $3 mil para levá-lo até a escola e ajudá-lo a escapar. A falsa denúncia ainda dizia que ‘Mario’ teria pago $15 mil para se casar com uma cidadã americana, conseguir se legalizar e comprar mais armas.

 

Os agentes do FBI investigaram as denúncias e chegaram à conclusão que se tratavam de falsas alegações. Em junho, ele assumiu a culpa com relação à acusação de ter mentido para autoridades federais.

 

Os promotores públicos Andrew E. Lelling e Joseph R. Bonavolonta, o agente especial do FBI na jurisdição de Boston (MA), Jason Molina, anunciaram a sentença. O procurador de justiça George P. Varghese, foi responsável pelo caso.

 

Law Office of Witer DeSiqueira

Fonte: www.acheiusa.com

 

OBS.: O propósito deste artigo é informar as pessoas sobre imigração americana, jamais deverá ser considerado uma consultoria jurídica, cada caso tem suas nuances e maneiras diferentes de resolução. Esta matéria poderá ser considerada um anúncio pelas regras de conduta profissional do Estado da Califórnia e Nova York. Portanto, ao leitor é livre a decisão de consultar com um advogado local de imigração.