BRASILEIROS ILEGAIS TENTAM VIAJAR DE AVIÃO NOS EUA E SÃO PRESOS

Estrangeiros foram detidos por agentes do CBP.


Publicado em 07 Junho 2018
El Diario NY

Compartilhe:      

BRASILEIROS ILEGAIS TENTAM VIAJAR DE AVIÃO NOS EUA E SÃO PRESOS

 Os funcionários da Alfândega e Proteção das Fronteiras (CBP) detiveram dois estrangeiros brasileiros que tentavam embarcar em um voo do Aeroporto Internacional Luis Muñoz Marín EM Porto Rico para Charlotte, na Carolina do Norte.

 

Gilmar Silva Pinheiro, 42, e Darci Machado Gontijo, 34, cidadãos do Brasil, compareceram perante o juiz Bruce J. McGiverin, acusados de violar Título 8 do Código de Imigração dos Estados Unidos, Seção 1326, para voltar a entrar no país depois de uma remoção ou deportação, informou a Patrulha de Fronteira.

 

Os imigrantes apresentaram passaportes brasileiros aos funcionários do CBP e nenhum outro documento de presença autorizada no país, antes de embarcar em um voo para a cidade de Charlotte.

 

A segunda inspeção revelou que o Immigration and Customs Enforcement (ICE) deportou Silva Pinheiro em fevereiro 2018 para o Brasil a partir de Albany, enquanto Machado Gontijo foi removido em fevereiro 2018 na Carolina do Sul.

 

A promotora Christina Caraballo será responsável pelo caso no Distrito de Porto Rico.

 

Se condenados, os brasileiros serão presos por até 10 anos e multa de até US $ 250.000.

 

Há algumas semanas, três imigrantes - dois brasileiros e um mexicano - tentaram entrar no país com documentos falsos, que foram apresentados ao pessoal do CBP, e também foram presos.

 

 

Law Offices of Witer Desiqueira

www.witeradvogados.com

Fonte: eldiariony.com

 

OBS.: O propósito deste artigo é informar as pessoas sobre imigração americana, jamais deverá ser considerado uma consultoria jurídica, cada caso tem suas nuances e maneiras diferentes de resolução. Esta matéria poderá ser considerada um anúncio pelas regras de conduta profissional do Estado da Califórnia e Nova York. Portanto, ao leitor é livre a decisão de consultar com um advogado local de imigração.


Fonte: El Diario NY