COMITÊ DE TRANSPORTES APROVA CARTEIRA PARA INDOCUMENTADOS EM MA

Projeto segue para a Câmara e Senado para ser votado; atualmente 13 estados concedem o benefício


Publicado em 09 Fevereiro 2020

Compartilhe:      

COMITÊ DE TRANSPORTES APROVA CARTEIRA PARA INDOCUMENTADOS EM MA

Na quarta-feira (5), o Comitê de Transportes de Massachusetts aprovou o projeto de lei que concede carteira de motorista aos imigrantes indocumentados que residem no estado. Como resultado da aprovação, a proposta segue para ser discutida e votada na Câmara dos Deputados Estaduais. As informações são do Brazilian Voice.

 

Nos anos anteriores, o projeto geralmente “parava” no Comitê de Transportes, ou seja, não seguia adiante. Entretanto, ele foi aceito pelo órgão na tarde de quarta-feira (5) e os ativistas celebram, pois sabem que isso é primordial. O próximo passo envolve a discussão e votação do projeto de lei pelos deputados. Caso aprovado, seguirá para o Senado Estadual e, se obter sucesso, seguirá para o gabinete do Governador Charlie Baker, que poderá assiná-lo ou vetá-lo.

 

Em 18 de dezembro do ano passado, um comentário feito por Baker deu mais esperanças aos imigrantes que vivem no estado. Ele acenou para a possibilidade de assinar o projeto de lei que concede carteira de motorista aos indocumentados. A decisão ocorreu depois que o Governador presenciou a visita de dezenas de crianças filhas de imigrantes aos legisladores na sede do Governo Estadual, em Boston (MA).

 

Atualmente, 13 estados e o Distrito de Columbia concedem carteira de motorista aos indocumentados que residem em suas jurisdições, sendo: Califórnia, Colorado, Connecticut, Delaware, Havaí, Illinois, Maryland, Nevada, Novo México, New York, Utah, Vermont e Washington.

 

Law Office of Witer DeSiqueira

Fonte: www.acheiusa.com  

 

OBS.: O propósito deste artigo é informar as pessoas sobre imigração americana, jamais deverá ser considerado uma consultoria jurídica, cada caso tem suas nuances e maneiras diferentes de resolução. Esta matéria poderá ser considerada um anúncio pelas regras de conduta profissional do Estado da Califórnia e Nova York. Portanto, ao leitor é livre a decisão de consultar com um advogado local de imigração.