ESTADOS UNIDOS PASSAM A SOLICITAR REDES SOCIAIS NO PROCESSO DE PEDIDO DE VISTO

Praticamente todos os candidatos ao visto estadunidense terão que incluir links para suas redes sociais no formulário de visto.


Publicado em 02 Junho 2019

Compartilhe:      

ESTADOS UNIDOS PASSAM A SOLICITAR REDES SOCIAIS NO PROCESSO DE PEDIDO DE VISTO

Uma nova regra do governo dos Estados Unidos determina que os candidatos ao visto americano terão que incluir informações sobre suas redes sociais na solicitação. A medida deve afetar cerca de 14,7 milhões de pessoas por ano, segundo estimativas das autoridades.

De acordo com a AP, porta-vozes do Departamento de Estado confirmaram que os novos formulários de visto foram adotados a partir de sexta-feira (31). No Twitter, diversos usuários relatam já terem encontrado o novo modelo de solicitação:

O site passa a solicitar links ou nomes de usuário dos perfis usados pelos candidatos nos últimos cinco anos. Além disso, o sistema também passa a pedir todos os e-mails e telefones registrados pelos solicitantes durante os últimos cinco anos.

 

O Law Offices of Witer DeSiqueira vem alertando desde 2016 sobre estas alterações, como pode ser visto nos links abaixo:

http://www.witeradvogados.com/noticias/eua-podem-pedir-que-turistas-revelem-suas-redes-sociais-ao-entrarem-no-pais.  Junho/2016.

 

http://www.witeradvogados.com/noticias/estados-unidos-exigirao-senhas-de-celulares-e-redes-sociais-para-lhe-dar-um-visto    Abril/2017.

 

http://www.witeradvogados.com/noticias/preocupante-a-inten-o-do-governo-de-monitorar-as-redes-sociais-dos-imigrantes    Setembro/2017.

 

http://www.witeradvogados.com/artigos/quatro-aspectos-importantes-sobre-a-revis-o-de-redes-sociais-de-imigrantes-nos-estados-unidos   Outubro/2017.

http://www.witeradvogados.com/noticias/eua-v-o-passar-a-pedir-celular-e-mail-e-redes-sociais-para-quem-quiser-visto    Março/2018.

 

A nova regra vale para praticamente todos os candidatos aos vistos de turismo, estudo e trabalho. Apenas alguns candidatos ao visto diplomático devem ser poupados da solicitação.

 

Antes, apenas os candidatos que eram selecionados para verificação extra, como pessoas que viajaram para áreas controladas por organizações terroristas, tinham que apresentar links das redes sociais. Estima-se que cerca de 65 mil candidatos caiam nessa categoria por ano, contra quase 15 milhões de pessoas que devem ser afetados pela nova medida a cada ano.

 

"A segurança nacional é a nossa principal prioridade ao julgar pedidos de visto, e todo potencial viajante e imigrante passa por uma extensa triagem de segurança”, disse o departamento. "Estamos trabalhando constantemente para encontrar mecanismos que melhorem nossos processos de triagem para proteger os cidadãos dos EUA, ao mesmo tempo em que apoiamos viagens legítimas para o país".

 

No ano passado, o Departamento de Estado já havia declarado a intenção de solicitar as redes sociais dos candidatos ao visto americano.

 

A medida é criticada por organizações da sociedade civil. Na quinta-feira (30), a União Americana pelas Liberdades Civis emitiu um comunicado condenando a medida, considerada ineficaz.

 

"A regra vai infringir os direitos dos imigrantes e dos cidadãos dos EUA ao restringir a liberdade de expressão e associação, particularmente porque as pessoas agora terão que se perguntar se o que eles dizem online será mal interpretado ou mal compreendido por um funcionário do governo", afirma a organização, em nota.

 

Law Offices of Witer DeSiqueira

Colaboração: g1.com

 

OBS.: O propósito deste artigo é informar as pessoas sobre imigração americana, jamais deverá ser considerado uma consultoria jurídica, cada caso tem suas nuances e maneiras diferentes de resolução. Esta matéria poderá ser considerada um anúncio pelas regras de conduta profissional do Estado da Califórnia e Nova York. Portanto, ao leitor é livre a decisão de consultar com um advogado local de imigração