GOVERNO TRUMP AUTORIZA O EXÉRCITO A USAR "FORÇA LETAL" CONTRA CARAVANA MIGRANTE

Anúncio do governo desencadeia alertas em grupos de defesa de imigrantes.


Publicado em 25 Novembro 2018

Compartilhe:      

GOVERNO TRUMP AUTORIZA O EXÉRCITO A USAR

Após a chegada da Caravana Migrante à fronteira sul o presidente Donald Trump permitiu que as tropas, se necessário, usassem de "força letal" contra a Caravana Migrante, foi informado hoje.

 

A ordem, que afrouxa restrições à participação de militares na fronteira sul, não foi assinada pelo presidente Trump, mas por seu chefe de gabinete da Casa Branca, John Kelly, informou Military Time quarta-feira.

 

Segundo a ordem de Kelly, considerada uma "ordem de gabinete" é permitido aos militares na fronteira "a execução de atividades de proteção militar que o secretário de Defesa determina são razoavelmente necessárias", segundo o relatório.

 

As "atividades de proteção" incluem: controle de multidões, detenção provisória pesquisas superficiais e o uso de força letal, quando necessário, disse a ordem emitida pelo governo.

 

Autoridades do alto escalão disseram que a ordem para expandir o papel do exército na fronteira veio do presidente, mas foi transmitida pelo memorando de Kelly.

 

"A autorização do presidente garante que o Departamento de Defesa intervenha para proteger aqueles que nos protegem", disse o vice-secretário de imprensa da Casa Branca, Hogan Gidley um comunicado.

 

Até agora, Trump implantou 5.900 membros da ativa na fronteira, junto com 2.100 soldados da Guarda Nacional.

 

Tropas empregadas na fronteira estão encarregadas de defender os oficiais da Patrulha de Fronteira e Alfândega e as Fronteiras da possível agressão de migrantes que chegam.

 

Não obstante as ordens que permitem que o pessoal militar se envolva em atividades de aplicação da lei, provavelmente serão contestadas em juízo.

 

Embora o pessoal militar tenha sempre direito à autodefesa, as ordens para defender agências de aplicação da lei de terceiros são sem precedentes, de acordo com o Military Times.

 

Milhares de migrantes que atravessaram o México na Caravana de Migrante, a maioria hondurenhos e guatemaltecos estão atualmente em Tijuana.

 

 

Law Office of Witer DeSiqueira

Fonte: www.laopinion.com

 

OBS.: O propósito deste artigo é informar as pessoas sobre imigração americana, jamais deverá ser considerado uma consultoria jurídica, cada caso tem suas nuances e maneiras diferentes de resolução. Esta matéria poderá ser considerada um anúncio pelas regras de conduta profissional do Estado da Califórnia e Nova York. Portanto, ao leitor é livre a decisão de consultar com um advogado local de imigração.