GOVERNO TRUMP É PROCESSADO POR EXIGIR ANÁLISE DE REDES SOCIAIS PARA PEDIDOS DE VISTO

Os estrangeiros devem relatar contas de todas as plataformas que usam.


Publicado em 09 Dezembro 2019

Compartilhe:      

GOVERNO TRUMP É PROCESSADO POR EXIGIR ANÁLISE DE REDES SOCIAIS PARA PEDIDOS DE VISTO

Duas organizações de documentários baseadas nos Estados Unidos entraram com um processo nesta quinta-feira em um tribunal federal em Washington, DC para contestar a política do governo do presidente Donald Trump de revisar as redes sociais daqueles que solicitam vistos.

A International Documentary Association e a Doc Society lideram a ação contra o Departamento de Estado e o Departamento de Segurança Interna (DHS), argumentando que seus membros internacionais estão "preocupados com o fato de suas opiniões políticas serem usadas contra eles durante o processo de visto".

O processo é acompanhado pelo Instituto Knight de Primeira Emenda da Universidade de Columbia e pelo Brennan Center for Justice da Faculdade de Direito da Universidade de Nova York.

"Eles se autocensuram para evitar serem associados a ideias controversas ou questões delicadas", afirma a queixa.

A demanda é baseada em uma pesquisa com mais de 100 cineastas internacionais que revelaram reduzir sua participação nas redes sociais, por medo de serem marcados pelo DHS e ter problemas para entrar nos EUA.

Foi em junho que foi apresentada a nova política do Departamento de Estado que obriga qualquer pessoa que solicite um visto a divulgar suas contas em pelo menos 20 plataformas, incluindo Facebook, Instagram, YouTube, Twitter, Reddit, entre outras.

Os advogados indicam que a nova política também afeta vários tipos de imigrantes, incluindo aqueles que  solicitam permissões de trabalho , como os vistos H-1B, H-2A, J, L, bem como estudantes e aqueles que solicitam qualquer tipo de visto, não apenas de viagem temporária.

 

Law Offices of Witer DeSiqueira

Fonte: nytimes.com

 

OBS.: O propósito deste artigo é informar as pessoas sobre imigração americana, jamais deverá ser considerado uma consultoria jurídica, cada caso tem suas nuances e maneiras diferentes de resolução. Esta matéria poderá ser considerada um anúncio pelas regras de conduta profissional do Estado da Califórnia e Nova York. Portanto, ao leitor é livre a decisão de consultar com um advogado local de imigração.