COMO REINVINDICAR CIDADANIA COM O PAI AMERICANO JÁ FALECIDO?

Sou filha de um americano que faleceu. Posso reivindicar minha cidadania dos EUA de alguma forma?


Publicado em 09 Maio 2021

Compartilhe:      

COMO REINVINDICAR CIDADANIA COM O PAI AMERICANO JÁ FALECIDO?

Baixar Podcast

Cidadão americano por descendência é adquirido, ou não, ao nascer. Você é ou não é cidadão americano, dependendo se as circunstâncias para adquirir a cidadania ao nascer foram atendidas no momento de seu nascimento. A morte subsequente de seu pai / mãe cidadão não altera isso. Tudo o que a morte de seu pai faz é tornar potencialmente mais difícil reunir as evidências necessárias para provar que os fatos devem ser provados, na medida em que seu pai falecido não pode fornecer evidências por depoimento ou ajudá-lo a localizar documentos que tendem a provar os fatos necessários.

Se você ainda for menor de 18 anos, seu pai ou mãe sobrevivente ou responsável legal pode solicitar um relatório consular de nascimento no exterior para obter prova de que você adquiriu a cidadania ao nascer. Se você tem 16 anos ou mais, pode, alternativamente, solicitar um passaporte dos EUA. O consulado irá, em qualquer caso, revisar suas circunstâncias e as evidências para determinar se você atendeu aos critérios e, se eles acharem que você o fez, será reconhecido que você é um cidadão americano desde o nascimento.

Se você não é um cidadão americano desde o nascimento, porque não atende aos critérios de nascimento, mas ainda é menor de 18 anos e certas outras condições são atendidas, você também pode obter a cidadania americana por naturalização expressa de acordo com a Lei de Cidadania Infantil de 2002 (INA § 322). O fato de seu pai / mãe qualificado ter morrido não é em si uma barreira para a naturalização de acordo com o § 322.

 

Law Offices of Witer DeSiqueira

Fonte: uscis.gov

 

OBS.: O propósito deste artigo é informar as pessoas sobre imigração americana, jamais deverá ser considerado uma consultoria jurídica, cada caso tem suas nuances e maneiras diferentes de resolução. Esta matéria poderá ser considerada um anúncio pelas regras de conduta profissional do Estado da Califórnia e Nova York. Portanto, ao leitor é livre a decisão de consultar com um advogado local de imigração.