EXPORTAÇÃO: MERCADO AMERICANO SUPERAQUECIDO!


Publicado em 06 Junho 2021

Compartilhe:      

EXPORTAÇÃO: MERCADO AMERICANO SUPERAQUECIDO!

Baixar Podcast

Vender seus produtos para clientes nos Estados Unidos pode representar uma enorme oportunidade de crescimento para o seu negócio. Afinal, a economia dos EUA continua sendo a maior de todos os países, com um crescimento previsto para 7% este ano, apesar da decorrente pandemia.

 

Houve um aumento no consumo, com um crescimento de 10,7% no trimestre passado, e o desemprego atingindo níveis baixos de pré pandemia. Os EUA representam 25% do produto mundial bruto. No ano passado, os EUA foram o segundo maior importador do mundo depois da União Europeia, importando um total de US $ 3,1 trilhões em bens e serviços!

 

No entanto, fazer negócios com compradores nos Estados Unidos pode ser um desafio. Os EUA são um país enorme com uma complexa rede de tarifas, impostos e exigências que são específicas para diferentes estados. A maneira americana de se comunicar e fazer negócios também pode ser muito diferente dos traços culturais do seu país. Por isso é extremamente importante procurar as pessoas certas e com experiencia no mercado americano para te ajudar com esse lucrativo negócio!

 

Outro ponto importante é já começar a pensar da exportação como uma ponte para a sua internacionalização! Exportar não é internacionalizar! Mas pode ser o seu começo. Internacionalizar uma empresa, como ela, é um procedimento muito mais complexo porque não se trata apenas de vender fora do país de origem, mas de implementar seu negócio e sua marca como um todos nos EUA, adaptar-se ao seu mercado e se posicionar nele. Isso leva a um investimento maior que resultará em uma melhora na reputação da marca e, consequentemente, nas vendas, fazendo o seu produto valer mais, e mais importante, poder rotular o seu produto como “made in the USA”, e exportar para o resto do mundo com um valor agregado.

 

Witer DeSiqueira e Pessoni an International Law Corporation

Fonte: http://oxfordusa.com/

 

OBS.: O propósito deste artigo é informar as pessoas sobre imigração americana, jamais deverá ser considerado uma consultoria jurídica, cada caso tem suas nuances e maneiras diferentes de resolução. Esta matéria poderá ser considerada um anúncio pelas regras de conduta profissional do Estado da Califórnia e Nova York. Portanto, ao leitor é livre a decisão de consultar com um advogado local de imigração.