O QUE MUDA NA IMIGRAÇÃO AMERICANA APÓS AS ELEIÇÕES DE MEIO DE MANDATO

Democratas fizeram maioria no Senado, e os republicanos ganharam o controle da Câmara dos Representantes


Publicado em 20 Novembro 2022

Compartilhe:      

O QUE MUDA NA IMIGRAÇÃO AMERICANA APÓS AS ELEIÇÕES DE MEIO DE MANDATO

Baixar Podcast

Os Republicanos fizeram maioria na Câmara dos Representantes (218 deputados Republicanos contra 210 deputados Democratas). Uma vitória aquém das esperanças dos Republicanos de criarem o que chamaram antes das eleições de “onda Vermelha”, mas frustrará a agenda doméstica do presidente Joe Biden e provavelmente sujeitará sua Casa Branca a vários escrutínios.

Já os Democratas mantiveram a maioria no Senado, o que de certa forma, ainda fortalece o Governo Biden, que tem se mostrado muito fraco nas tomadas de decisões dos principais pontos críticos do Governo como política econômica e imigração.

Os resultados positivos para os democratas na eleição de meio de mandato dos EUA – assim conhecida por ocorrer justamente no meio do mandato presidencial – foram além das expectativas dos Democratas, pois nos últimos 20 anos, eleitores americanos em geral, “puniam” nas urnas o partido do presidente que estava no poder, votando em maior número nos candidatos da oposição.

O Presidente Biden disse estar “incrivelmente satisfeito” com os resultados e que agora é hora de os republicanos decidirem “quem eles são”. Mas a governabilidade de Biden pode sofrer um duro impacto com o próximo presidente da Câmara, o Republicano Kevin McCarthy que deverá substituir a democrata Nancy Pelosi.

De acordo com o Gallup (https://news.gallup.com/opinion/polling-matters/403742/opinion-election-guns-immigration-climate.aspx ), apenas 6% dos americanos mencionam a imigração como o problema mais importante do país, o que coloca o tema em quarto lugar como problema mais mencionado, atrás de Governo, Inflação e Economia. Este percentual é bastante inferior ao que acontecia em anos anteriores, entre 2018 e 2019 por exemplo, este percentual chegou a 20% da população.

O maior foco sobre a questão da imigração para o governo dos EUA e os parlamentares, deve estar voltado para a imigração ilegal e as infinitas caravanas de indocumentados que chegam a diariamente à fronteira sul do país, advindos, principalmente dos países da América Central e Venezuela, que vivem ditaduras há décadas. É urgente que se busque encontrar soluções, mesmo que paliativas para resolver ou amenizar esta questão que alimenta organizações criminosas de contrabando de pessoas, colocam pessoas em risco de morte, separam famílias, enfim, um drama generalizado.

A imigração legal, provavelmente não sofrerá grandes impactos neste meio de mandato, pois que as cotas anuais para os diversos tipos de vistos, provavelmente não serão alteradas

 

Witer, Pessoni & Moore an International Law Corporation

Dra. Mara Pessoni

Advogada/Especialista em Comércio Exterior

OAB/GO – 61.550

 

OBS.: O propósito deste artigo é informar as pessoas sobre imigração americana, jamais deverá ser considerado uma consultoria jurídica, cada caso tem suas nuances e maneiras diferentes de resolução. Esta matéria poderá ser considerada um anúncio pelas regras de conduta profissional do Estado da Califórnia e Nova York. Portanto, ao leitor é livre a decisão de consultar com um advogado local de imigração