VISTO L-1, ASPECTOS ADICIONAIS


Publicado em 21 Março 2021

Compartilhe:      

VISTO L-1, ASPECTOS ADICIONAIS


Baixar Podcast

Ainda tem trabalho a fazer no exterior?

 

Os titulares de L-1 não precisam permanecer nos Estados Unidos para manter o status L. Mesmo que o titular L-1 deva estar empregado em tempo integral na empresa, um trabalhador estrangeiro não precisa necessariamente estar fisicamente presente nos Estados Unidos por um período contínuo de tempo. Os estrangeiros podem dividir o trabalho entre os Estados Unidos e seus países de origem. Consequentemente, um titular de L-1 pode ser empregado principalmente fora dos Estados Unidos e ainda receber um L-1 para vir para os Estados Unidos para trabalhar por um período curto. Dito isso, se o único propósito do estrangeiro ao vir para os EUA for conferenciar com oficiais, participar de reuniões e conferências ou participar de treinamento, o estrangeiro deve considerar a aplicação de um Visto de Negócios B-1 em vez disso, como essas atividades não são consideradas para serem realizadas por “uma porção significativa do tempo de forma regular e sistemática”, como exige o visto L-1.

 

Casado com filhos?


Se você recebeu um L-1, mas (obviamente) não quer deixar seu cônjuge e filhos, você pode levá-los para morar nos Estados Unidos. Cônjuges e filhos solteiros com menos de 21 anos podem aplicar para o Visto L-2, que lhes permitirão morar nos Estados Unidos durante a estada do portador L-1. Além disso, os portadores de L-2 podem solicitar autorização de trabalho com o USCIS, o que lhes permitirá trabalhar nos Estados Unidos sem restrições.

 

Going Green Card?


Um dos privilégios do L-1, ao contrário de muitos outros vistos de não imigrante, é que ele tem dupla intenção (duo-intent). Em outras palavras, um portador de L-1 pode solicitar um Green card e se tornar um residente permanente sem prejudicar seu status L-1 ou solicitações de visto de um escritório consular dos EUA no exterior. Outra vantagem é que os números de visto quase sempre estão atualizados se um titular anterior L-1 solicitar um green card por meio de um visto EB1-C. Isso significa menos tempo que o portador de L-1 terá que esperar que os números de visto estejam disponíveis para solicitar um ajuste de status e receber um green card.

 

Vida após L-1


Após completar o período máximo permitido de permanência nos EUA, um titular de L-1 deve deixar o país por um período mínimo de um ano e deve trabalhar para uma operação estrangeira da empresa dos EUA antes de se tornar elegível para se candidatar novamente para um visto L.

 

Empresa Multinacional - Fique confortável com a cobertura L-1-O


USCIS estabeleceu um processo de inscrição especial para grandes organizações multinacionais que frequentemente usam a categoria L-1, permitindo-lhes apresentar o que é chamado de “petição geral” L-1. Sob este programa, uma empresa aprovada precisa obter aprovação do USCIS apenas uma vez para transferir vários funcionários gerenciais, executivos e profissionais. Esse subsídio permite que as empresas realoquem funcionários para os Estados Unidos com mais rapidez e eficiência, sem a necessidade de protocolar várias petições demoradas. 

 

Mara Pessoni

Law Offices of Witer DeSiqueira

 

OBS.: O propósito deste artigo é informar as pessoas sobre imigração americana, jamais deverá ser considerado uma consultoria jurídica, cada caso tem suas nuances e maneiras diferentes de resolução. Esta matéria poderá ser considerada um anúncio pelas regras de conduta profissional do Estado da Califórnia e Nova York. Portanto, ao leitor é livre a decisão de consultar com um advogado local de imigração.