EUA VÃO MANDAR AGENTES PARA CANCUN, NO MÉXICO, PARA INTERCEPTAR IMIGRANTES SE PASSANDO POR TURISTAS

Segundo o Departamento de Homeland Security, Cancun é uma das cidades favoritas dos ?turistas? que têm planos de atravessar ilegalmente a fronteira.


Publicado em 13 Junho 2021

Compartilhe:      

EUA VÃO MANDAR AGENTES PARA CANCUN, NO MÉXICO, PARA INTERCEPTAR IMIGRANTES SE PASSANDO POR TURISTAS

Baixar Podcast

O governo dos Estados Unidos vai enviar agentes de imigração para Cancun, no México, para auxiliar as autoridades mexicanas a identificarem imigrantes que se passam por turistas com a intenção de atravessar a fronteira. As informações são da CNN.

 

Cancun está no radar das autoridades imigratórias já que tem um grande fluxo de turistas de todo o mundo. A cidade foi identificada pelas autoridades como uma das principais rotas da imigração ilegal.

 

Segundo o DHS, os agentes americanos estarão posicionados em “pontos estratégicos” de entrada e vão usar sua experiência para interceptar possíveis imigrantes.

 

A iniciativa faz parte das diversas medidas do governo Biden que estão sendo tomadas para minimizar o fluxo de imigrantes pela fronteira.

 

A vice-presidente Kamala Harris visitou a Guatemala e o México no início da semana para conversar com autoridades sobre a situação dos imigrantes na fronteira.

 

Harris anunciou investimentos da ordem de $40 milhões para fomento econômico e para financiamento de projetos na área de educação na Guatemala. “Nós temos que resolver o problema atingindo sua raiz que é a corrupção”, disse.

 

Ela disse que o governo vai continuar trabalhando para reunir famílias separadas na fronteira e foi enfática: “Não venham (ilegalmente pela fronteira). Vocês serão mandados de volta”.

 

Witer DeSiqueira & Pessoni an International Law Corporation

Fonte: acheiusa.com

 

OBS.: O propósito deste artigo é informar as pessoas sobre imigração americana, jamais deverá ser considerado uma consultoria jurídica, cada caso tem suas nuances e maneiras diferentes de resolução. Esta matéria poderá ser considerada um anúncio pelas regras de conduta profissional do Estado da Califórnia e Nova York. Portanto, ao leitor é livre a decisão de consultar com um advogado local de imigração.