PROJETO DE LEI PERMITIRIA IMIGRAÇÃO PARA MAIS DE 2 MILHÕES DE INDOCUMENTADOS

A Lei LIFE e a eliminação da regra de punição permitiriam a cidadania para 2,3 milhões de imigrantes indocumentados


Publicado em 29 Maio 2021

Compartilhe:      

PROJETO DE LEI PERMITIRIA IMIGRAÇÃO PARA MAIS DE 2 MILHÕES DE INDOCUMENTADOS

Baixar Podcast

Relatório do Center for American Progress destaca os benefícios de fazer modificações legais que ajudem as famílias a ficarem juntas, enquanto pessoas sem documentos se inscrevem para o "green card"

Com o restabelecimento da Lei de Imigração Legal da Equidade Familiar (LIFE) e a eliminação das regras de punição de três e dez anos para imigrantes indocumentados, um caminho para a cidadania poderia ser estabelecido para 2,3 milhões de indocumentados, enfatizam os especialistas.

“É uma tragédia que as atuais leis de imigração dos EUA não forneçam uma maneira prática para os cidadãos dos EUA e titulares de green card ou empregadores solicitarem seus cônjuges ou empregados indocumentados”, disse Silva Mathema, diretor interino da equipe de políticas do CAP.

análise do Center for American Progress (CAP), também escrita por Nicole Prchal Svajlenka e Sofia Carratala, destaca que as mudanças propostas permitiriam até 2,3 milhões de imigrantes casados ??com cidadãos americanos ou portadores de um “cartão verde” ou que tenham empregadores que possam patrocinar eles, solicitem Residência Permanente.

Ele divide as pessoas que se beneficiariam 1,4 milhão que têm um cônjuge cidadão americano ou residente permanente e 1,1 milhão pode ter um empregador disposto a patrociná-los.

"Essas soluções de bom senso destacadas nesta coluna têm uma história bipartidária e seriam fundamentais para moldar nosso sistema de imigração de uma forma mais humana e justa", disse Carratala, assistente de pesquisa da equipe de Política de Imigração da CAP e co-autora da análise.

A estimativa dos especialistas - que sugere as mudanças em paralelo à reforma da imigração - não considera os pais indocumentados elegíveis de filhos solteiros dos EUA com 21 anos ou mais, que podem fazer uma petição aos seus pais perante os Serviços de Cidadania e Imigração ( USCIS ).

Uma armadilha

A análise indica que atualmente os indocumentados devem primeiro sair do país e solicitar o visto de imigrante em um consulado no exterior, mas isso os coloca em risco de não poderem entrar novamente nos Estados Unidos, uma vez que os funcionários consulares podem recusar seu retorno, levando em conta a lei Catch-22.

“Isso torna a obtenção de um green card realmente impossível para milhões de pessoas que deveriam ter uma forma legal de fazê-lo”, afirmam os especialistas.

Das propostas que estão sendo discutidas no Congresso, apenas a Lei de Cidadania 2021 do presidente Joe Biden sugere a remoção da chamada “lei de punição.

Uma grande vantagem de restabelecer a Seção 245 (i) da Lei LIFE indicada pelos especialistas permitiria que os imigrantes sem documentos solicitassem o “cartão verde” sem deixar o país ou se separar de suas famílias.

 

Law Offices of Witer DeSiqueira

Fonte: laopinion.com

 

OBS.: O propósito deste artigo é informar as pessoas sobre imigração americana, jamais deverá ser considerado uma consultoria jurídica, cada caso tem suas nuances e maneiras diferentes de resolução. Esta matéria poderá ser considerada um anúncio pelas regras de conduta profissional do Estado da Califórnia e Nova York. Portanto, ao leitor é livre a decisão de consultar com um advogado local de imigração.