Witer, Pessoni & Moore An International Law Corporation ®

+55 (62) 9 8584-2101 – [email protected]

Polícia brasileira prende quadrilha que faturou milhões com esquema ‘cai-cai’ de imigração ilegal aos EUA

A quadrilha era responsável por promover a emigração de pessoas do Brasil para os EUA por meio de um esquema conhecido como “cai-cai”, usando menores de idade para fraudar as leis americanas.

Uma operação da Polícia Federal brasileira desarticulou, nesta segunda-feira (5), um grupo criminoso especializado em levar brasileiros ilegalmente para os Estados Unidos. Ao todo, a Operação Terminus-México cumpriu sete mandados de busca e apreensão, três de prisão preventiva e um de prisão temporária nos estados de Minas Gerais e São Paulo. O bloqueio de valores do grupo chega a R$ 26 milhões.

A polícia investiga também o envolvimento de mais de 250 brasileiros, incluindo 100 menores de idade que entraram ilegalmente no país com o suporte da organização criminosa. De acordo com a PF, o grupo era responsável por promover a emigração de pessoas do Brasil para os Estados Unidos por meio de um esquema conhecido como “cai-cai”, usando menores de idade para fraudar as leis americanas. Dessa forma, um maior de idade se entregava às autoridades migratórias da fronteira na companhia de um menor, o que impedia as leis do país de deportar o adulto de forma imediata, já que menores não podem permanecer sozinhos no país durante o processo legal.

Além disso, o grupo também é acusado de ameaçar famílias caso não pagassem as quantias combinadas.

De acordo com as informações, a organização criminosa usou cerca de 100 crianças e adolescentes para criar as “falsas famílias” e facilitar a entrada em território norte-americano.

Os contrabandistas falsificavam os documentos dos menores para que eles se passassem como filhos dos imigrantes.

Os presos devem responder pelos crimes de promoção de migração ilegal e associação criminosa. Se condenados, a pena pode chegar a até 14 anos.

Witer, Pessoni & Moore an International Law Corporate

Fonte: https://www.acheiusa.com/

OBS.: O propósito deste artigo é informar as pessoas sobre imigração americana, jamais deverá ser considerado uma consultoria jurídica, cada caso tem suas nuances e maneiras diferentes de resolução. Esta matéria poderá ser considerada um anúncio pelas regras de conduta profissional do Estado da Califórnia e Nova York. Portanto, ao leitor é livre a decisão de consultar com um advogado local de imigração

Gostou do conteúdo? Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *