Witer, Pessoni & Moore An International Law Corporation ®

+55 (62) 9 8584-2101 – [email protected]

USCIS dificultará ainda mais o processo de cidadania para residentes permanentes

O USCIS anunciou que fará alterações nos testes de naturalização para determinar se os candidatos têm conhecimento significativo da história e do governo dos EUA, além de exigir mais da sua comunicação em inglês

O teste de cidadania americana está passando por um processo de atualização, o que tem levantado preocupações entre os imigrantes com menor proficiência em inglês. As mudanças, tanto no teste de fala, quanto no teste cívico possuem expectativa de serem implementadas em 2024.

O teste de naturalização é uma das últimas etapas do processo de obtenção da cidadania, que requer outros requisitos do imigrante antes que ele possa se candidatar. Enquanto alguns argumentam que essas modificações tornarão o teste mais desafiador e estressante para os imigrantes, outros acreditam que é fundamental garantir a proficiência no idioma para obter a cidadania.

Em 2020, durante a administração do ex-presidente republicano Donald Trump, o teste passou por mudanças, tornando-se mais longo e complexo. Nos primeiros 100 dias da presidência de Joe Biden, ele assinou uma ordem executiva com o objetivo de remover as barreiras à cidadania, e o teste de naturalização foi revertido para sua versão anterior. Ambas as mudanças haviam sido feitas por ordem presidencial e agora o órgão de imigração fará sua primeira atualização no teste desde 2008.

Agora, após quinze anos da última atualização feita pelo órgão, a novidade consiste na mudança da forma como as perguntas orais são respondidas em inglês. O teste atual avalia a habilidade de fala fazendo perguntas pessoais que os candidatos já responderam por escrito em sua inscrição. Dessa forma, a proposta do USCIS é adicionar uma seção oral no novo teste para avaliar as habilidades de comunicação em inglês. O novo teste apresentará aos candidatos fotos de situações do dia a dia e solicitará que eles as descrevam verbalmente.

Críticos argumentam que essa nova seção de fala, baseada em pistas visuais em vez de perguntas pessoais, pode prejudicar desproporcionalmente os adultos que estudam inglês e têm dificuldade com a pronúncia, além de causar mais estresse durante a interação.

O USCIS justifica as mudanças propostas, afirmando que elas refletem as melhores práticas de design do teste e buscam padronizar o teste de cidadania. O órgão planeja realizar um teste nacional ainda este ano para coletar feedback do público e envolver especialistas externos na revisão dos resultados antes de implementar de vez as mudanças.

Witer, Pessoni & Moore An International Law Corporation

Fonte: laopinion.com

OBS.: O propósito deste artigo é informar as pessoas sobre imigração americana, jamais deverá ser considerado uma consultoria jurídica, cada caso tem suas nuances e maneiras diferentes de resolução. Esta matéria poderá ser considerada um anúncio pelas regras de conduta profissional do Estado da Califórnia e Nova York. Portanto, ao leitor é livre a decisão de consultar com um advogado local de imigração

Gostou do conteúdo? Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *