Witer, Pessoni & Moore An International Law Corporation ®

+55 (62) 9 8584-2101 – [email protected]

EUA deportam quase meio milhão de imigrantes em 8 meses, informa ‘ICE’

Quase meio milhão de imigrantes foram deportados dos EUA nos últimos oito meses, segundo informações do “Serviço de Imigração e Alfândega dos EUA (ICE)”, na quarta-feira (17), alegando que as pessoas deportadas não tinham base legal para permanecer no país. Os dados são alarmantes e colocam os solicitantes do Green Card em alerta, pois a situação se agrava, e Washington faz linha dura para tentar controlar o fluxo de indocumentados. Do total de expulsos em oito meses – 482 mil –, mais de 100 mil foram deportados nos últimos dois meses.

Em comunicado, o “Departamento de Segurança Interna dos EUA (DHS)”, explicou que entre a segunda-feira (15) e quarta-feira (17), foram realizados vários voos dos EUA para países da América Central e Venezuela com imigrantes deportados. O número de expulsões já totaliza mais de 482 mil desde maio passado – incluíam adultos solteiros e famílias que não tinham base legal para ficar no país.

O “ICE”, responsável pelas deportações, multiplicou o número de voos com deportados desde 12 de maio passado, quando deixou de ser implementado o “Título 42”, medida que permitia a expulsão imediata de imigrantes indocumentados por motivos de saúde, por exemplo.

Entre os 482 mil deportados estão imigrantes enviados diretamente para a Venezuela, depois de os EUA terem retomado os repatriamentos diretos de cidadãos para aquele país em outubro passado, após quatro anos de suspensão dessa prática.

A ordem do presidente Joe Biden é o controle absoluto sobre os imigrantes no país – ainda em processo de legalização –, e também dos milhares de estrangeiros acampados na fronteira entre o México e os EUA, aguardando asilo. “Não vamos mais tolerar a demanda de estrangeiros sem qualificações, querendo invadir o nosso país”, rebateu Biden.


ICE vai equipar agentes e oficiais com câmeras corporais

A U.S. Immigration and Customs Enforcement (ICE) vai começar a equipar os agentes com câmeras corporais, parte de uma mudança mais ampla em direção a câmeras e transparência entre as agências componentes do Departamento de Segurança Interna.

As autoridades disseram que uma política atualizada exige câmeras usadas no corpo “em todos os aspectos das atividades de fiscalização do ICE conduzidas pelo pessoal do ICE”, mas excluiu “certas atividades investigativas”.

No entanto, por enquanto, as câmeras não serão entregues a todos os agentes porque a agência disse que “atualmente não tem recursos para fornecer câmeras a todos os agentes da lei do ICE”. “O ICE está trabalhando para garantir os recursos necessários para garantir a plena implementação da nova política”, disseram funcionários da agência.

De acordo com o ICE, os agentes começarão a usar câmeras junto ao corpo durante a maioria das ações de fiscalização, incluindo prisões em liberdade, bem como prisões administrativas e criminais. Os agentes do ICE também são orientados a usar câmeras junto ao corpo ao emitir intimações e executar mandados de busca e apreensão, e quando os agentes respondem a emergências. A agência disse que as câmeras usadas no corpo “não serão usadas com o único propósito de registrar indivíduos envolvidos em atividades da Primeira Emenda”.

Fontes: https://www.nossagente.net/
https://www.gazetanews.com/

Witer, Pessoni & Moore an International Law Corporation

OBS.: O propósito deste artigo é informar as pessoas sobre imigração americana, jamais deverá ser considerado uma consultoria jurídica, cada caso tem suas nuances e maneiras diferentes de resolução. Esta matéria poderá ser considerada um anúncio pelas regras de conduta profissional do Estado da Califórnia e Nova York. Portanto, ao leitor é livre a decisão de consultar com um advogado local de imigração

Gostou do conteúdo? Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *